terça-feira, 18 de outubro de 2011

O que realmente está por trás do PSD no Brasil e no Pará (do Blog do Professor JHONY)


O PSD mal chegou e já se torna uma das maiores forças políticas do Brasil, e se realmente a possibilidade de Integrar PSD e PSB for concreta, o PSD pode se tornar o maior Partido do País, barrando inclusive o PMDB.
Mas afinal de contas, o que está por trás do PSD.
Entenda:
Pode acreditar, por mais que seja popular, por mais que seu Governo seja pautado na ética e nos princípios da moralidade, Dilma, não é presidenta de fato, ela é nada mais nada menos, que uma sodada, e uma soldada bem treinada.
Ainda em 2008, o PT tinha duas Pré-Candidatas bem forte a sucessão de LULA, Marta Suplicy e Marina Silva, ambas com densidade política, ambas com história dentro e fora do PT, e acima de tudo, com experiências eleitorais, então porque o PT não as lançou como candidatas a Presidente em 2010?? Simples, pelo simples fato, de que se uma das duas fossem eleitas, seriam Presidentas de 08 anos, até por possuírem força política para tal! Algo que de certo atrapalharia Lula, e seu retorno em 2014, e é justamente essa possibilidade de retorno de Lula em 2014, que gera a criação do PSD.  
Em 2008 e 2010 a dificuldade de políticos do PSDB e do DEM de se elegeram e se reelegerem para a Câmara Federal e para o Senado foi enorme, principalmente no Nordeste e Norte do Brasil, casos como Mão Santa e Artur Virgílio sintetizam a força da onda vermelha e do ódio propagado por Lula a todos que discordam do projeto petista para o Brasil.
Com a possibilidade de retorno de Lula, em uma campanha que pode soar como consagradora e redentora, políticos do PSDB e DEM não querem em hipótese nenhuma estarem do outro lado do palanque em 2014, dai com a fidelidade partidária, como trazer essa galera amarela pro lado do Governo, da possibilidade de reeleição e de todas as vantagens que representa ser da base de Lula e CIA... 
A única possibilidade era criar uma nova sigla, e deu tão certo, melhor que encomenda, o PSD esvaziou o PSDB e o DEM, e promete ser a nova onda do momento, fazendo tudo como faz o PMDB, ser fisiologista, sem programa e propósito, e pior ainda, sem história, como o PMDB.
Portanto, caros leitores, o PSD surge no cenário nacional para salvar os mandatos e as possibilidades de reeleição dos Políticos do PSDB e DEM em 2014, principalmente do Norte e Nordeste, pois todos querem estar com Lula, no mesmo palanque.
E DILMA? Essa, em meados de 2013 ou mesmo no início de 2014 virá a Grande Mídia, dizer que não será candidata a reeleição, por uma série de motivos, vai dizer que cumpriu o seu papel, e de fato, cumprirá, e vai dar a bomba para o PT, que deverá resgatar Lula, como o redentor, como aquele que nunca de fato se ausentou.

E no Pará, o PSD chegou para que? E porque no Colo de Jatene?
Quando fora eleito em 2002, Jatene tratou logo de fazer algo, trazer o PMDB para seu lado, depois trouxe para o PSDB os Deputados Bira e Ana Cunha, levou para o PV o Deputado Gabriel Guerreiro, e fez outras trocas no interior do Estado, sempre com um único propósito, esvaziar o PMDB, Jader querendo se vingar, articulou a candidatura da então Senadora Ana Julia para o Governo, retirando Mário Cardoso do pário.
O projeto deu muito certo, porém, Ana Julia, sem tanto sucesso, tentou, mas não conseguiu esvaziar o PMDB, porque? Porque no Governo de Ana, já não era permitido a troca partidária, a fidelidade partidária já estava em vigor, então sobrou a Ana esvaziar os recursos das pastas comandadas pelo PMDB, isolar e não atender as demandas dos políticos ligados a Jader.
Em seu projeto, Ana Júlia, fortaleceu o PR, o PDT e o próprio PTB, consequência disso, foi o grande número de prefeituras conquistadas pelo PR no Pará.
A parceria deu tão certo, que Ana contou até com uma certa fidelidade de Anivaldo Vale e Duciomar nas eleições de 2010.
E o PSD?
Jatene não confia, e nem pode, no PR, PTB, PDT e principalmente do PMDB, portanto ao trazer o PSD para o Pará, Jatene se aproxima, não de Dilma, mas de Lula, esvazia os supracitados partidos, e de quebra, resolve algumas brigas internas do PSDB, causadas por falta de espaço no ninho tucano.
O mais interessante, é que o PMDB ao aderir a campanha tucana, tentou dar uma de esperto, Jatene se fingiu de morto e aceitou o apoio, mas as vezes o esperto morre na beira da praia afogado.

AVALIAÇÃO

0 Comentários:

Postar um comentário