quarta-feira, 27 de fevereiro de 2013

Empresário e Suplente de Vereador do PMDB será julgado por crime e pode se tornar um ficha suja


Candidato Derrotado a Vereador pelo "Peemedebe" de Elivan Faustino, 3º Suplente do Partido, um voraz defensor de uma nova eleição em Marituba, em que referenda o Nome do Presidente do PMDB Elivan Faustino, investigado pela Policia Federal por promover difamações e calúnias na Internet, o Senhor ROBERTO MARTINS PEREIRA, mas conhecido como ROBERTINHO responde a um grave processo na Justiça Comum, em um crime de trânsito, o Senhor Robertinho teria, segundo o Ministério Publico feito duas vítimas fatais, como demonstra abaixo o processo que você lê na integra no Portal Marituba

Processo:

Data: 17/09/2012 DESPACHO
PODER JUDICIÁRIO DO ESTADO DO PARÁ
JUÍZO DA 3ª VARA DA COMARCA DE ANANINDEUA
Processo nº: 0000241-72.2012.814.0006
DESPACHO/MANDADO
R.H.
Considerando que a Defesa do(s) acusado(s) não conseguiu desconstituir o alegado pelo Ministério Público.
Ratifico o recebimento da denúncia formulada pelo Parquet.
Designo o dia 28.02.2013, às 10h00 horas, para realização de audiência de instrução e julgamento.
Intime-se o acusado:
01 – ROBERTO MARTINS PEREIRA, qualificado na peça acusatória (cópia em anexo), residente e domiciliado na Rua Decouvile, nº210, próximo ao lava jato, bairro Decouvile, Ananindeua/PA.
Intime-se a testemunha arrolada na denúncia, qualificada no rol em anexo.
Requisitem-se os policiais rodoviários federais.
A defesa arrola as mesmas testemunhas constantes na denúncia.
Intime-se a defesa do réu, Dr. Dorivaldo Belém  OAB/PA nº 3555.
Junte-se aos autos certidão acerca dos antecedentes criminais do réu.
Ciência ao MP.
Oficie-se ao Centro de Perícias Científicas Renato Chaves para que encaminhe à este juízo o Laudo
Necroscópico das vítimas.(Vítimas Fatais).
Expeça-se o que for necessário. Cumpra-se na forma e nas penas da Lei.
Servirá o presente, por cópia digitada, como mandado, conforme provimento nº 011/2009-CJRMB.
Ananindeua-Pa, 14 de setembro de 2012.
Valéria Medeiros Mendonça
Juíza de Direito
PODER JUDICIÁRIO DO ESTADO DO PARÁ
JUÍZO DA 3ª VARA DA COMARCA DE ANANINDEUA
ROL DE TESTEMUNHAS DO MINISTÉRIO PÚBLICO:
01- GLEYCILENE FURTADO PANTOJA -  Residente na Rua Fernando Guilhon, nº86, entre Magalhães Barata e Asdetran, bairro Águas Brancas, telefone 3255-7190, Ananindeua-PA.
Data: 23/03/2012 DECISÃO INTERLOCUTÓRIA

2PODER JUDICIÁRIO
TRIBUNAL DE JUSTIÇA DO ESTADO DO PARÁ
PODER JUDICIÁRIO DO ESTADO DO PARÁ
JUÍZO DA 3ª VARA DA COMARCA DE ANANINDEUA
DECISÃO / MANDADO DE CITAÇÃO
Vistos, etc.
Nos termos do art. 396 do Código de Processo Penal, recebo a denúncia, por verificar que satisfaz os requisitos legais do art. 41 do Código de Processo Penal, bem como por não vislumbrar as hipóteses legais de rejeição preliminar, elencadas no art. 395 do referido diploma legal.
CITE-SE o acusado, qualificado e com endereço na peça acusatória, para responder à acusação, por escrito, no prazo de 10 (dez) dias, nos termos do art. 396 do CPP (lei n. 11.719 de 20/06/2008).
Nos termos do art. 396-A, na resposta, o acusado poderá arguir preliminares e alegar tudo o que interesse à sua defesa, oferecer documentos e justificações, especificar as provas pretendidas e arrolar as testemunhas, qualificando-as e requerendo sua intimação quando necessário.
Ciente o Oficial de Justiça que poderá efetuar a citação por hora certa caso o réu se oculte para não ser citado, nos exatos termos do art. 362 do CPP (redação da lei n. 11.719/2008).
Indague-se se o réu possui advogado constituído, declinando o nome e dados de contato do causídico (telefone, endereço, número da OAB), devendo o Oficial de Justiça fazer constar de sua certidão tais dados fornecidos pelo réu, ou se requer o patrocínio da Defensoria Pública.
Caso a resposta não seja apresentada no prazo legal, ou se o acusado não constituir Defensor, encaminhemse os autos à Defensoria Pública para oferecê-la no prazo de 10 (dez) dias, nos termos do art. 396-A, parágrafo 2º do CPP.
Após, conclusos.
SERVIRÁ A PRESENTE DECISÃO COMO MANDADO DE CITAÇÃO.
Ananindeua, 20 de Março de 2012.
Valéria Medeiros Mendonça
Juíza de Direito

O que o Portal Marituba quer saber se este que se diz defensor da Moral, da Legalidade e defende tão ferozmente uma nova eleição, inclusive promovendo calúnias nas redes sociais, ao menos está prestando assistência as famílias de suas vítimas? Outra pergunta que o Portal Marituba faz, o que o presidente do PMDB Elivan Faustino que tanto defende a família e os bons costumes vai fazer em relação ao seu filiado e suplente de Vereador? Será que realmente O Sr Robertinho tem moral para acusar ou difamar quem quer que seja, proferindo verdadeiras inverdades na Internet, já que responde a um Processo Real e Verdadeiro, com probabilidade real de ser condenado e de se tornar um Ficha Suja?
Sobre o Sr Robertinho, o Portal ainda está averiguando uma certa história que ocorreu em um sítio, mas isto é cena para os próximos capítulos, ou seja, de acordo com as inverdades que o Sr. Robetinho publica, nós publicaremos as verdades aqui no Portal.

Como o Portal Marituba mostra, o problema não é atirar pedras, e sim saber se o teto que temos é ou não de vidro.

AVALIAÇÃO

0 Comentários:

Postar um comentário